Atenção alunos do CETAR: Vem aí a edição 2020 do Terceirão não tira férias


A Direção do Centro de Ensino Teresinha Alves Rocha (CETAR), vem comunicar aos alunos matriculados na 3ª Série do Ensino Médio, que a partir do dia 18.07.2020, será iniciada a edição de 2020 do “Terceirão não tira férias”.

A edição de 2020 será toda ela online (remota) através do portal da SEDUC – Maranhão.

Os alunos matriculados na 3ª Série do Ensino Médio, deverão comparecer no prédio do CETAR na próxima sexta-feira (17), no horário das 08:00 às 18:00 horas para receber o material das aulas.

Comparecer de máscaras.

O projeto “Terceirão não tira férias” visa garantir preparação para o ENEM 2020 (janeiro e fevereiro de 2021) e outros seletivos.

Compartilhe:

Maranhão tem mais de 100 mil casos confirmados do novo coronavírus

Nas últimas 24 horas foram 1.637 casos confirmados e 35 óbitos registrados.


Há quase quatro meses desde o registro do primeiro caso confirmado do novo coronavírus no Maranhão, o estado atingiu a marca de 100.000 pessoas infectadas pela Covid-19, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), na noite desta terça-feira (14). Nas últimas 24 horas foram 1.637 casos confirmados, totalizando 101.467 casos.

Com isso, o estado é o sexto a atingir essa marca. No ranking nacional, o Maranhão fica atrás de de São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro, Pará e Bahia.

De acordo com os números oficiais, a SES contabiliza ainda outros 6274 casos suspeitos, 2536 mortes confirmadas. Nas últimas 24 horas o estado notificou 35 mortes, todos eles aconteceram em dias e/ou semanas anteriores e aguardavam o resultado dos exames.

Entre a confirmação do primeiro caso no dia 19 de março – um homem idoso que retornou de viagem à São Paulo, não apresentava sintomas graves da Covid-19 e estava em isolamento domiciliar – e os 100 mil casos, se passaram 117 dias.

Ainda de acordo com o último boletim epidemiológico 81,10% dos leitos de UTI para o uso exclusivo para o tratamento do novo coronavírus, estão ocupados, na Grande Ilha. Os dados mostram ainda que a taxa de ocupação em Imperatriz, segunda cidade com mais casos confirmados da doença, já passa de 83,33%.

O boletim informa também que, das pessoas que morreram, 62% são masculino e 38% feminino. A faixa etária com mais registro de mortes contabiliza pacientes acima dos 70 anos, com 87% apresentando comorbidades, sendo as principais hipertensão arterial e diabetes mellitus.

A evolução do número de casos da síndrome respiratória aguda grave (SRAG) no estado continua em 19, estando presente na maioria dos casos o vírus da influenza B.

Recuperados

O boletim revelou ainda que o número de pessoas recuperadas do coronavírus no Maranhão já é 4 vezes maior que o de casos ativos da doença, o estado contabilizou 80.824 pessoas recuperadas da Covid-19. Quanto aos casos ativos, o Maranhão segue com 18.107 pessoas em tratamento, sendo que destes, 17.412 se encontram em isolamento domiciliar, 377 em enfermarias e 318 em leitos de UTI.

Índice de isolamento

O Maranhão está entre os 6 piores estados em índice de isolamento social do Brasil, segundo a plataforma Inloco. De acordo com a última atualização da plataforma, o estado registrou um índice de 39,0%, e fica atrás somente dos estados do Tocantins (35,5%), Mato Grosso do Sul (38,3%), Goiás (38,4%), Minas Gerais (38,4) e Roraima (38,8%).

O estado chegou a um índice de isolamento social de mais de 50% durante o lockdown, onde houve paralisação total ou parcial de algumas atividades durante quase 15 dias. Nesse período, o Maranhão atingiu o pico de 53,6% no dia 17 de maio. Os dados estão começaram a oscilar desde então e caíram após a reabertura de parte do comércio não essencial que começou a ocorrer no dia 1º de junho.

Com Informações do Imparcial

Compartilhe:

Polícia mata suposto assassino de pais de Cléber Verde em confronto; corpo do pai é encontrado


O secretário estadual de Segurança, Jefferson Portela, confirmou na manhã desta quarta-feira (15), a rádio Nova FM 93.1, que o pai de Cléber Verde, foi encontrado morto com marcas de tiro.

Na tarde de terça-feira (14), Maria da Graça Cordeiro Mendes, mãe do parlamentar, foi assassinada a golpes de facas e uma paulada. Os corpos ainda estão na cidade de Turiaçú.

De acordo com o secretário Jefferson Portela, os principais suspeitos da prática do assassinato entraram em conflito com a Polícia Militar, o elemento identificado por Fabinho acabou “tombando” e Daniel foi preso.

As primeiras informações dão conta que o pai de Cléber Verde, estava próximo da cerca da fazenda, quando ouviu barulhos e acabou sendo baleado.

Os pais de Cléber Verde teriam demitido o caseiro que trabalha na fazenda há pelo menos 30 dias.


Com informações do blog do Neto Weba
Compartilhe:

Prefeitura e Vigilância Sanitária intensificam fiscalização do uso obrigatório de máscara em Nova Olinda

A ação, inicialmente, será em caráter educativo, visando instruir toda população a respeito do método correto de utilização da máscara

Em ação conjunta, os agentes da Vigilância Sanitária do município de Nova Olinda do Maranhão e da (PM) Polícia Militar, estão realizando fiscalizações nos comércios e locais públicos da cidade para orientar a população quanto à importância do uso correto da máscara facial e os cuidados de higiene na prevenção à disseminação do novo coronavírus COVID-19. 

A ação, inicialmente, será em caráter educativo, visando instruir toda população a respeito do método correto de utilização da máscara.

Vale destacar a importância do cumprimento dos Decretos vigentes e os cuidados necessários para proteção contra a Covid-19. Conforme determinação do Governo do Estado, quem for flagrado sem máscara será multado.

O descumprimento pode acarretar em notificação para pessoa e posterior multa no valor de R$ 1.000,00. Estabelecimentos comerciais também poderão ser multados em até R$ 20 mil, por pessoa. 

As fiscalizações serão realizadas frequentemente todos os dias, inclusive à noite, sábados, domingos e feriados.

- publicidade - 

Compartilhe:

Fies: suspensão de pagamentos devido à pandemia é sancionada por lei



O Ministério da Educação (MEC) já havia anunciado a suspensão de até quatro parcelas

O presidente do Brasil sancionou, na última sexta-feira, 10, o projeto de lei que suspende o pagamento das parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O Ministério da Educação (MEC) já havia anunciado a suspensão de até quatro parcelas conforme previsto na Lei nº 13.998/2020. Agora, as novas regras viram lei que começaram a valer na última sexta-feira (10).

Além de conceder a pausa aos estudantes que estavam em dia com as prestações do financiamento até o dia 20 de março, quando foi decretado o estado de calamidade pública no país, a nova lei (Lei nº 14.024/2020), que foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), também se estende a quem está com parcelas em atraso por, no máximo, 180 dias, devidas até 20 de março. 

Aqueles que optarem por realizar a suspensão das parcelas do Fies terão os saldos diluídos nas parcelas restantes, sem a cobrança de juros ou multas. Para realizar a solicitação, no entanto, o estudante financiado não poderá ser inscrito em cadastros de inadimplentes. 

O texto aprovado mês passado no Congresso além de permitir a suspensão do pagamento também cria um sistema de refinanciamento. Ao quitar o financiamento de forma integral até 31 de dezembro, haverá redução de 100% dos encargos moratórios, que na regra atual corresponde a 50%. Também é permitida a liquidação em quatro parcelas semestrais ou 24 parcelas mensais, com redução de 60% dos encargos e pagamento a partir de 31 de março de 2021. Já os parcelamentos feitos em 145 ou 175 parcelas mensais receberão redução de 40% e 25%, respectivamente, e os pagamentos começam a partir de janeiro de 2021.

Como fazer a suspensão do Fies

O pagamento das parcelas está previsto para ser suspenso até 31 de dezembro. A medida vale para quem se encontra em qualquer uma das fases do Fies: utilização, carência ou amortização. Os interessados devem manifestar interesse pelo banco que firmou o contrato do Fies.

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal já disponibilizaram formas de acesso, por meio dos seus canais de atendimentos eletrônicos. 

No caso do Banco do Brasil é possível fazer pelo aplicativo do banco ou indo presencialmente em uma agência bancária. Já a Caixa disponibilizou a opção pelo próprio site.

Abatimento para profissionais da área de saúde


Entre os dispositivos trazidos pela nova lei está o abatimento mensal de 1% do saldo devedor do Fies para médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que atuaram com um mínimo de seis meses trabalhando no atendimento a infectados pelo coronavírus. Esses profissionais também podem requerer o abatimento de até 50% do valor mensal devido ao Fies.


*Com informações da Agência Brasil
Compartilhe:

Curta nossa pagina no Facebook

Previsão do Tempo

Mais Acessadas da Semana

Mais Acessadas

Arquivo do blog

Posts Recentes

Total de visualizações de página