Michel Temer e Coronel Lima vão voltar à prisão por ordem do TRF-2


Habeas corpus do ex-presidente e do amigo dele foram revogados pela 1ª Turma do Tribunal, por 2 votos a 1

O ex-presidente Michel Temer e o amigo dele, João Baptista Lima Filho, conhecido como Coronel Lima, terão que voltar à prisão, por ordem do TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região). Isso porque a 1ª Turma do órgão decidiu, por 2 votos a 1, revogar o habeas corpus da dupla, nesta quarta-feira (8). Eles haviam sido presos no dia 21 de março, mas foram soltos pouco depois, no dia 25 de março, após uma decisão liminar do desembargador Antonio Ivan Athié, do TRF-2.

Eles são acusados de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, entre outros crimes, com base em uma investigação relacionada às obras da usina nuclear de Angra 3, operada pela Eletronuclear, parte da Operação Descontaminação, um braço da Lava Jato no Rio de Janeiro. O grupo teria feito desvios de R$ 1,8 bilhão.
Mais seis acusados no processo, entre eles o ex-ministro e ex-governador do Rio Moreira Franco, tiveram o direito à liberdade mantidos. Continuam em liberdade ainda Maria Rita Fratezi, arquiteta e mulher de Coronel Lima; Carlos Alberto Costa, sócio de Coronel Lima na Argeplan; Carlos Alberto Costa Filho, diretor da Argeplan e filho de Carlos; Vanderlei de Natale, sócio da Construbase; e Carlos Alberto Montenegro Gallo, administrador da empresa CG IMPEX.


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa pagina no Facebook

Mais Acessadas

Arquivo do blog

Posts Recentes

Total de visualizações de página