Comitê reforça enfrentamento após manchas de óleo surgirem em praias do MA


O Governo Federal proibiu a pesca de camarão e lagosta na região atingida pelo vazamento de óleo que chegou ao litoral nordestino. Até esta terça-feira (29), o óleo havia atingido 19 praias do nordeste. No Maranhão, mais de 12 pontos foram registrados e uma reunião já discutiu ações para o enfrentamento do problema no Estado. Na manhã desta quarta-feira (30), o Bom Dia Maranhão entrevistou o capitão-de-mar-e-guerra Márcio Dutra, comandante da Capitania dos Portos no Maranhão. Um comitê foi montado para organizar medidas que estão sendo tomadas para combater o avanço de manchas no estado.
Em nota, o Governo do Maranhão informou que a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) está acompanhando as investigações coordenadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Marinha do Brasil e Petrobrás. Um
No Maranhão, o derramamento de óleo atingiu, com vestígios esparsos, poucas praias com concentração nos municípios de Santo Amaro, Araioses e Alcântara. Nos últimos dias, já foram realizadas limpeza e vistoria em santo amaro. Já foram feitas a coleta de amostras e as primeiras análises para identificação do material, “não havendo necessidade de interdição das praias, por não haver alterações na balneabilidade”, diz nota.
Em São Luís, não foram observados vestígios na orla marítima e nem previsão de chegada de novas manchas, portanto, a Secretaria de Estado de Turismo (Setur) pontuou que não há registro de perdas ao setor turístico com a situação, que segue monitorada. Mesmo com níveis diferentes de contaminação em cada estado, as secretarias de turismo do nordeste têm lançado campanhas em conjunto nas redes sociais. a campanha oficial usa a hashtag #sechegaragentelimpa
Durante entrevista, o capitão-de-mar-e-guerra negou que a morte de uma tartaruga encontrada nesta terça-feira (29) na Praia de São Marcos, em São Luís, tenha relação com as manchas de óleo. O animal foi recolhido pelo Batalhão de Bombeiros Marítimos (BBMar) e encaminhado para o Instituto Amares, organização responsável pelo monitoramento no Maranhão.
Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa pagina no Facebook

Previsão do Tempo

Mais Acessadas da Semana

Mais Acessadas

Arquivo do blog

Posts Recentes

Total de visualizações de página