EXCLUSIVO: Caixa anuncia novo app do Caixa TEM para essa semana


Caixa anuncia o lançamento de uma nova ferramenta para auxiliar no pagamento do Coronavoucher. A instituição informou em conversa com o Nova Olinda Agora que estará lançando uma nova versão do aplicativo Caixa Tem. A plataforma, utilizada para administrar as liberações dos benefícios governamentais, passará a contar com a opção de ‘saque sem cartão’ para aqueles que receberem por meio da poupança digital. Seu funcionamento deve começar a partir da próxima semana, ainda sem data exata.

De acordo com a instituição, a iniciativa de desenvolver uma nova versão do aplicativo tem como finalidade otimizar os pagamentos do auxílio emergencial. Por dia, a ferramenta conta com mais de 20 milhões de transações, fazendo com que em alguns momentos o serviço caia devido a superlotação do acesso.  
Para corrigir tais erros, a Caixa informou que está atualizando o software da plataforma, que contará também com novos serviços. Além da tradicional função que permite consultar os valores recebidos, os usuários poderão sacar os benefícios sem a apresentação de cartões físicos e fazer transições para outras contas. 
O acesso permanecerá gratuito e imediato. A rede aumentou o número de quantidades de pessoas que poderá conferir as contas digitais simultaneamente, com a finalidade de reduzir o tempo nas filas de espera. Desse modo, espera-se que mais de 50 milhões de pessoas consigam conferir os dados em tempo real. 

Quem pode acessar o Caixa Tem 

A ferramenta é disponível para todos os que se inscreveram para receber o auxílio emergencial, mas não possuem conta bancária e optarem por criar a sua versão com a conta digital da Caixa.

Para quem já tem conta no banco, seja corrente ou poupança, inscritos no CadÚnico e Bolsa Família, e todos que optaram por receber o dinheiro em outra instituição, não devem baixar o app Caixa Tem. 
Para quem faz parte da poupança digital, o Caixa Tem funciona como uma espécie de internet banking, autorizando transações, datas e mais.  

Redução nas agências físicas  

Desde que lançou a ferramenta, a Caixa pede para que os beneficiários não compareçam até suas unidades físicas para evitar o contágio do covid-19. 
De acordo com a instituição, o valor debitado no Caixa Tem pode ser utilizado por meio de um código autorizador que permite a realização de saques em qualquer caixa eletrônico e nas casas lotéricas. 
O repasse desse serviço tem como finalidade minimizar o número de pessoas nas unidades da Caixa, que também vem administrando pagamentos como o PIS, Bolsa Família e FGTS. 
A instituição afirma que está tomando todas as medidas de segurança necessárias para evitar o coronavírus, mas que ainda assim é preciso da colaboração da população no que diz respeito a formulação de aglomerações.  

Calendário de saques para os beneficiários do Caixa Tem  

Quem for receber pela poupança digital precisa ficar atendo as datas de pagamento. Os valores serão creditados pelo aplicativo e poderão ser sacados nas unidades da Caixa e das lotéricas nas seguintes datas abaixo:  
  • 27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 28 de abril – nascidos em março e abril
  • 29 de abril – nascidos em maio e junho
  • 30 de abril – nascidos julho e agosto
  • 04 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 05 de maio – nascidos em novembro e dezembro
Lembrando que no aplicativo é possível fazer pagamento de boletos, transferências para outras instituições, e compras online por meio do cartão digital.

Sobre o auxílio emergencial  

Trata-se de um benefício social, ofertado pelo governo federal, que tem como finalidade ajudar a população de baixa renda a enfrentar a crise econômica gerada pelo novo coronavírus. Seu pagamento começou no mês de abril e se estendeu até junho. Os valores variam entre R$ 600 e R$ 1.200 (para chefes de família).  
Tem direito ao pagamento aqueles que estiverem cadastrados no Bolsa Família, são desempregados, autônomos e apresentarem uma renda per capita de até R$ 522. Também poderão ter acesso automático a quantia, brasileiros que estão devidamente registrado no Cadastro Único.  
Atualmente, as inscrições estão sendo feitas por meio do aplicativo Auxílio Emergencial, que solicita os dados pessoais como: nome completo, endereço, informes de renda e dados bancários.
Os pagamentos ocorrerão em três parcelas e estão sujeitos a prorrogação a depender da proliferação da pandemia.    
Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa pagina no Facebook

Previsão do Tempo

Mais Acessadas da Semana

Mais Acessadas

Arquivo do blog

Posts Recentes

Total de visualizações de página